21.5.17

Zénite

(árabe samt, caminho, direcção, ponto no horizonte)
substantivo masculino
1. [Astronomia] Ponto da esfera celeste que se encontra na direcção da vertical ascendente ao ponto de observação.
2. Em sentido menos rigoroso, parte do céu sobre a cabeça do observador.
3. [Figurado] Ponto mais elevado a que se pode chegar. = ÁPICE, APOGEU, AUGE, CÚMULO, FASTÍGIO


Zénite foi dos últimos e mais rigorosos xailes que tricotei. Um modelo de xaile criado por uma portuguesa e em Português de portugal, a designer Clarice Gomes, e tal como a própria diz e eu sobrescrevo: "Às vezes, o que nos apetece é mesmo só tricotar. Pegar num fio de que gostamos e tricotar, não pensar em mais nada, concentradas no trabalho que nasce nas agulhas. 
Zénite é um projecto assim: pede atenção suficiente para nos fazer descontrair, é só tricotar, volta após volta e ver nascer um intrincado padrão de renda. 
Partindo de um ponto (Summer) desenvolvido pela designer Naomi Parkhurst, o resultado é um lindíssimo xaile que lembra as ricas tradições das festividades Minhotas."




[Modelo: Zénite by Clarice Gomes | Fio: Rowan Fine Lace na cor Teal]

Fonte: "zénite", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/z%C3%A9nite [consultado em 21-05-2017].

14.5.17

Salvador

adjectivo e substantivo masculino
1. Que ou aquele que salva de um perigo.
2. Libertador, protector, amparador.
substantivo masculino
3. Jesus Cristo. (Com inicial maiúscula.)

Este fim de semana foi mesmo em grande e começou logo na sexta-feira, com a vinda do Santo Padre. Um Homem bom, muito para além de qualquer crença religiosa, um ser Humano incrível que congrega, apazigua e transmite mensagens de fé e esperança. 
Foi isso que senti.
Depois, embora não seja grande adepta de futebol e muito menos do clube em causa, a vitória do Campeonato pelo Benfica, que assim arrecadou o seu 36.º título e o quarto consecutivo. 
Enquanto decorria o jogo fui assistir com a Matilde (sportinguista desde pequenina, como a mãe ;)) ao filme A Bailarina. Um filme animado mas com mensagens enormes: 
  • Perseguir os nossos sonhos e acreditar neles;
  • Trabalhar sempre, mas esse trabalho, esforço e dedicação só se torna grandioso se tiver sentimento. Se for feito com o ;
  • Pôr amor em tudo o que se faz .
E depois... 

Bem, depois, foi ver na vida real a mensagem do filme. 
Fez-se história em Kiev, no festival da Eurovisão da Canção. Foi uma viagem aos tempos de infância, em que ficávamos colados ao televisor para no fim ficarmos em lugares pouco nobres. Mas desta vez não! Foi diferente! Mágico! Único! Genial!
A nossa música, a nossa língua e a nossa cultura entoou nos quatros cantos do mundo e o Salvador, cantou e encantou com alma e .


Parabéns manos Sobral!

Fonte: "salvador", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/salvador [consultado em 14-05-2017].

7.5.17

Cumplicidade

nome feminino
De cúmplice+-i-+-dade
1. qualidade de quem é cúmplice
2. auxílio prestado à realização de um crime, que não envolve uma participaçãoativa no mesmo
3. conivência
4. compreensão profunda, por vezes não expressa, entre duas ou mais pessoas

Um dos sentimentos que deve estar presente nesta relação de amor maior - entre mãe e filha, é precisamente este, a cumplicidade.




Feliz dia da mãe, cheio de amor para dar e receber.

[Modelo: Meadow Grass by Heidi Alander | Fio: Retrosaria Mondim, nas cores 201 e 108] 

Fonte: cumplicidade in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-05-07 07:31:35]. Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/cumplicidade

1.5.17

Distinguir

(latim distinguo, -ere, separar, dividir)
verbo transitivo
1. Não confundir.
2. Estabelecer ou conhecer a diferença que há entre pessoas ou coisas.
3. Ver claramente (ainda que de longe), avistar.
4. Perceber, ouvir.
5. Notar.
6. Marcar, assinalar.
7. Discriminar.
8. Caracterizar.
9. Fazer distinção (de pessoas).
verbo pronominal
10. Tornar-se distinto. = ASSINALAR-SE

Num destes dias li um artigo curioso no Público - Palavras proibidas, do professor Luís Campos e Cunha, sobre as nuances linguísticas e o quão podem ser traiçoeiras e revi-me um pouco nele, porque «Nunca me tinha apercebido de que a forma de falar de Coimbra era, em Lisboa, quase um sotaque». 
Somos todos portugueses, habitantes de um mesmo território, mas com tantas desigualdades, uma delas a língua, que muitas vezes serve erradamente, digo eu, para estratificar classes, ou como o próprio diz: «"fino" é piroso, desculpem, possidónio. Uma mala de senhora é, obviamente, uma carteira, que ainda por cima não se distingue da dos bancos da escola. Ninguém deve dizer "funeral", mas "enterro", mesmo que não haja enterro porque a pessoa em causa vai ser cremada.
De qualquer forma, estas palavras proibidas, que nada têm a ver com as regras do bom português, são formas de discriminação subtil e não estão escritas em nenhum compêndio da língua. São distinções de classe passadas de pais para filhos. E são as mais traiçoeiras e fruto de uma sociedade pouco aberta à mobilidade social. O sorriso interior que provoca quando nos apresentam a esposa!»
Eu por cá faço malas e também carteiras, ou carteiras que se usam com malas, e dou-lhes o meu cunho pessoal, distingo-as das restantes, como esta Busy Bee, que fiz no último sábado na Menina Albertina
Esta já me foi confiscada (para não dizer roubada) pela miúda cá de casa. ;)


Fonte: "distinguir", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/distinguir [consultado em 01-05-2017].

23.4.17

Tweed

tweed |tuíde|
(palavra inglesa)
substantivo masculino
Tecido feito com lã cardada, originário da Escócia, geralmente tecido com fios de duas cores.
Plural: tweeds.

O tweed é um ícone da indústria têxtil Inglesa, reconhecido em todo o mundo e tem a cara da estação do Inverno, por ser feito com lã grossa, áspera e rústica, tecido em dois ou mais tons. 
É um clássico, imortalizado pela estilista Coco Chanel, em inúmeras peças de roupa.
É muito utilizado em roupa e acessórios do tempo frio, mas dado que já cheira a Primavera, os dias são mais longos e solarengos e convidam a roupa florida, leve e fresca, é hora de guardá-lo - apenas por uns meses. 
A mala que vos apresento  tem precisamente esse nome, Tweed Bag, porque tem uns pormenores "fofinhos" nesse tecido que lhe conferem um look especial. Um modelo da Luísa Martins, para a Menina Albertina, que por agora será arrumada no armário.


Fonte: "tweed", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/tweed [consultado em 23-04-2017].

7.4.17

Pio

(origem onomatopaica)

substantivo masculino
1. Voz da cria de qualquer ave.
2. Voz de muitas aves (ex.: pio do mocho).
3. Voz que imita o som de certas aves.
4. [Informal] Palavra, fala (ex.: ficou sem pio).
nem pio
• Nem uma palavra. = SILÊNCIO

Às vezes as mensagens que nos chegam deixam-nos sem palavras, tocam-nos verdadeiramente o  e fazem-nos acreditar que estamos n' O caminho. 
Hoje foi um desses dias. 
Deixo-vos aqui a mensagem de uma amiga que me calou o pio e deixou a certeza que o dinheiro paga muito pouco. 

"Boa tarde Sara, venho transmitir-te quanto fiquei feliz ao abrir o teu envelope, mulher de bom gosto, artesã verdadeira, profissional em tudo o que fazes. O papel de embrulho, o laço, o cartão com uma linda rosa, a tua mensagem, dentro, o meu xaile, lindo, uma perfeição, o miminho do lindo alfinete, uma simbiose perfeita que agradaria a qualquer sortuda que tem uma amiga com umas mãos de autêntica fada. Não encontro palavras para te dizer o que senti quando abri e reparei em tudo. Tudo está em consonância, com a ideia que tenho de ti."



A amizade não tem valor!


Fonte: "pio", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/pio [consultado em 07-04-2017].

2.4.17

Bir-Hakeim

A Ponte de Bir-Hakeim, antigamente Ponte de Passy, é uma ponte que cruza o Rio Sena em Paris, França, ligando o 15º e o 16º bairro de Paris, passando pela Île aux Cygnes. Foi registada como monumento histórico em 10 de Julho 1986.
A ponte é feita em aço em forma de arco, medindo 237 metros de comprimento e 24,7 metros de largura e é a segunda a ser construída no local, a sua construção aconteceu entre 1903 e 1905, substituindo a ponte anterior de 1878.
A ponte possui dois níveis, o nível inferior para automóveis e pedestres e o superior onde passa a linha 6 do Metropolitano de Paris. A linha férrea é suportada por colunatas de metal, com excepção sobre a Île aux Cygnes, onde permanece um arco em alvenaria. Diversas placas comemorativas decoram a ponte, incluindo algumas dedicadas aos soldados que morreram na Bélgica durante a Segunda Guerra Mundial.
(...)
Originalmente chamado de Viaduc de Passy, foi renomeada em 1948 para comemorar a Batalha de Bir-Hakeim, entre as forças da França livre contra o Afrika Korps da Alemanha em 1942.

Para além da ponte, também dá nome à estação de metro e ao modelo do xaile que vos apresento hoje, da designer francesa Hélène Cleonis.
Segundo a designer "Bir Hakeim é um xale maravilhoso e original graças a uma construção que incorpora um triângulo em forma de meia-lua.", e é mesmo. Tem uma construção em 4 fases, que à partida parece complicado, mas não é nada. O esquema está muito bem construído e muito bem explicado, com esquema e imagens. Tem um tamanho bastante grande, óptimo para pessoas altas e para dias frios.
Utilizei o fio Sul da Dyed by Alfinete, um fio 100% merino, fino e delicado, tingido artesanalmente que conferiu a este meu trabalho um toque muito especial.





[Modelo: Bir Hakeim by Cléonis | Fio: Sul da Dyed by Alfinete]

Fonte: Ponte de Bir-Hakeim, in Wikipédia, a enciclopédia livre, https://pt.wikipedia.org/wiki/Ponte_de_Bir-Hakeim, consultado a 02-02-2017