15.5.18

Família

(latim familia, -ae, os escravos e servidores que vivem sob o mesmo tecto, as pessoas de uma casa)
substantivo feminino
1. Conjunto de todos os parentes de uma pessoa, e, principalmente, dos que moram com ela.
2. Conjunto formado pelos pais e pelos filhos.
3. Conjunto formado por duas pessoas ligadas pelo casamento e pelos seus eventuais descendentes.
4. Conjunto de pessoas que têm um ancestral comum.
5. Conjunto de pessoas que vivem na mesma casa.
6. [Figurado] Raça, estirpe.
7. [Gramática] Conjunto de vocábulos que têm a mesma raiz ou o mesmo radical.
8. [História natural] Grupo de animais, de vegetais, de minerais que têm caracteres comuns.
9. [Química] Grupo de elementos químicos com propriedades semelhantes.
de família
• Familiar; íntimo; sem cerimónia.
família miúda
• Filhos pequenos.
sagrada família
• [Religião] Representação de Jesus com a Virgem Maria e São José.

A família começa assim... 
Com pequenos seres únicos, fruto de um amor a dois. Que fazem com que o coração nos saia do corpo e se vá multiplicando construindo famílias.
A família é, como li por aí, "como os galhos de uma árvore, todos crescemos em direcções diferentes mas a raiz permanece a mesma", e assim ao longo dos anos nos tornamos, pais, avós, bisavós, irmãos, primos, tios, sobrinhos, numa multiplicidade de parentescos e afinidades que se perpetuam até à eternidade.


Feliz Dia Internacional da Família, para todas, em especial para a minha. 
Amo-vos incondicionalmente!

Fonte: "família", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/fam%C3%ADlia [consultado em 15-05-2018].

6.5.18

Agradecer

1. Dar agradecimentos por; retribuir com agradecimentos.
verbo intransitivo
2. Exprimir agradecimentos.

Hoje é dia de agradecer à melhor mãe do mundo e arredores, que há 20 anos assume o lugar de pai e mãe e nunca desistiu desta luta infinita que é a vida, nem sempre fácil, mas sempre com um abraço forte, um colo bom e palavras de coragem.
A ti MÃE só posso estar grata pelos valores que me foram transmitidos ao longo da vida e são esses, de humildade, generosidade e algumas dificuldades - porque também devemos preparar os filhos para as adversidades, que quero transmitir à minha filha Matilde.
Estou bem resolvida com o passado e só posso agradecer o pai que tive e a mãe que tenho. A saudade é imensa, mas como diz a canção: 
“...
Mas Deus leva os que ama
Só Deus tem os que mais ama.” 
125 Azul, Torvante

Estou igualmente grata pelo grande tesouro que já tinham para me oferecer no dia em que nasci, a minha irmã.
Estes são sem dúvida amores para a vida toda e mais uns dias...




A ti mãe, a ela - minha irmã, a todas as outras mães de sangue e e a todos os homens que fazem zelosamente este papel (porque embora em menos quantidade também os há e muito bons) votos de um dia cheio de mimos, de preferência com aqueles que nos tornaram assim. ☺


[Modelo: Valancy by Heidi Alander | Fio: Cocktail de Cores - Country Flowers]
Fonte: "agradecer", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/agradecer [consultado em 08-05-2018].

15.4.18

Rebentar

verbo intransitivo

1. Estourar; explodir.
2. Germinar; brotar; irromper; desabrochar.
3. Supurar.
4. Nascer.
5. Manar; surgir.
6. Estar impaciente, curioso.
verbo transitivo
7. Arrebentar.
8. Partir.
9. Quebrar com violência.
10. Fazer estalar; romper.
11. Fazer morrer de fadiga.
comer até rebentar
• Até não poder mais.

As folhas e as flores já rebentam nas árvores caducas e frutícolas, deixando um cenário idílico, de renovação e esperança, embora o Inverno ainda teime a permanecer por cá. 
Já precisamos de dias de sol a brilhar e a aquecer-nos um pouco mais a alma e o .
Votos de uma excelente semana!




Xaile onde predominam folhas de diversas tonalidade, giro, fácil e rápido de tricotar. 
Como foi aproveitamento de um novelo de Ofélia, não fiz no tamanho original, mas ainda assim, ficou num tamanho aceitável. Óptimo para ser usado como lenço.

[Modelo:Leftie by Martina Behm |  Fios: Ovelha Negra Ofélia - 104 Bleached White e Garnstudio DROPS Fabel- 11 Piknik]

Fonte: "rebentar", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/rebentar [consultado em 15-04-2018].


13.4.18

Me, Myself & I

Eu, eu e eu!

É para isto que devemos viver e focar os nossos pensamentos. 
Se estivermos bem connosco estamos bem com os mais próximos e com o Mundo. Se não estivermos assim tão bem devemos procurar ajuda, entre os familiares mais próximos, amigos (mas só os verdadeiros) ou então, se a "coisa" se está a parecer com uma tenebrosa tempestade, agora chamada por um nome qualquer, procure ajuda profissional - não tenha medo, psiquiatras e psicólogos não são para os loucos, mas para aqueles que assumem que não estão bem e querem e procuram uma vida com pensamentos bons e equilibrados.
Nunca podemos perder o foco, mesmo com as tempestades que nos assolam, por mais assustadoras e negras que pareçam, vão-se desvanecendo, com mais ou menos chuva, mais ou menos vento, com ou sem trovões, de repente dão lugar aos dias de sol. É assim que têm sido os últimos dias... mas hoje o sol já espreita entre as nuvens que estão bem mais claras. A tempestade há-de passar. 🙂 
O "sol quando nasce é para todos", como dizem, e a esperança está sempre lá, juntinho da fé e do foco naquilo em que acreditamos.

Ah! E hoje para os supersticiosos (como eu) é sexta-feira 13, mas antes uma sexta-feira 13 do que uma segunda-feira de um dia qualquer. 😁



[Modelo: Camisola exclusiva, feita de mim para mim, sem costuras, sob orientação do mestre das agulhas e amigo - André de Castro | Fio: Lima da Drops, na cor lilás/violeta]

25.3.18

40 e então?

40 e então? 
Deu mote a uma peça de teatro que assisti o ano passado com uma das mulheres da minha vida - parceira, amiga e irmã. Eu ainda não cheguei lá, mas não falta assim tanto, por isso e com o diz a sinopse da peça: "Aos 40 anos, as mulheres já não são como eram. A vida mudou e elas também. Como é que vêm o amor? O sexo? A solidão? O Envelhecimento? Ou até a forma como lidam com os filhos? São muitas perguntas para uma única resposta: com muita garra, determinação e um imenso sentido de humor. Ana Brito e Cunha, Fernanda Serrano e Maria Henrique vestem a pele de diferentes mulheres que chegaram aos 40 anos e estão dispostas a tudo."



Foi mais ou menos desta forma que comecei o inicio do mês, a parabenizar a entrada nos entas de uma amiga e como ela própria mo disse que está "grata por continuar a fazer parte da minha vida. Nem sempre da mesma forma mas sempre com a mesma amizade e sentimento.". É recíproco e mantenho o desejo que os meus amigos me amem cada vez mais, não importa se com 10, 20, 30, 40, 50, ..., se são recentes ou da infância. Mas também, tão ou mais importante que isso, desejo e com a mesma intensidade que os meus inimigos, ou reescrevendo, aqueles que não me gostam tanto, descubram o mais depressa possível "O QUE É O AMOR."








Gola em ponto brioche feita especialmente para a Sónia. 
Modéstia à parte, ficou linda, aliás, o brioche é um ponto de tricot magnífico e reversível, mas é preciso muita concentração. 
Numa próxima tricotarei com um fio um pouco mais fino. Mas gostei do resultado, principalmente porque foi tricotado num fio 100% português - Tricots Brancal.


[Modelo: Rispen Cowl by Katrin Schubert | Fio: Tricots Brancal]

15.2.18

Carminho

De origem hebraica Karmél é o diminutivo do nome Carmo, que significa literalmente “pomar bem cultivado”, “jardim fértil”, “vinha de Deus”.
Foi originado a partir de uma cidade montanhosa de mesmo nome, localizada em Judá, que actualmente é chamado de Jabel Kurmul.
Normalmente é empregado de forma composta como Maria do Carmo.
Este nome esteve um pouco adormecido durante décadas e apenas tínhamos avós ou tias - Carmo ou Carmitas. 
No entanto, e porque a história dos nomes é cíclica, basta haver alguém  famoso ou de sucesso para relançar um nome, dar-lhe destaque e aceitação. É o caso da "nossa" fadista Maria do Carmo de Carvalho Rebelo de Andrade, conhecida por Carminho.
Carminho é, na minha opinião, um nome de uma enorme delicadeza e ternura.



E hoje, ao bater das doze badaladas, nasceu uma pequena e doce amiga, a Carminho!

8.2.18

Zoto (贈答)

Em praticamente todos os países do mundo há uma cultura de presentear alguém em datas especiais, como Natal, Aniversários, Páscoa, momentos importantes ou pura e simplesmente é uma forma de dizer a alguém que gostamos dela e que a queremos "presente" na nossa vida.

Ao fazer uma pequena pesquisa sobre o Japão descobri, no site Japão em Foco, que este hábito cultural está muito enraizado e dá pelo nome de Zoto (贈答): "Trata-se de uma tradição social muito importante no país, cheia de regras pré-estabelecidas dentro da sociedade japonesa."
E porquê esta referência a um país tão distante de nós? Porque de lá chegam-me inspirações, principalmente em forma de estampagem em tecidos, florais, que são os que mais gosto. Como este, que serviu de base a um conjunto de bolsa Ring-a-Ding e porta-chaves que ofereci no Natal a uma prima que adoro muito e trago aqui - ♥ e que hoje comemora mais um aniversário.



Parabéns querida e doce Daniela. Que a vida te sorria sempre.

[Ring-a-Ding - bolsa para telemóvel + suporte para carregamento, modelo Luísa Martins para a Menina Albertina]

Fonte: "Em que situações devemos dar presentes no Japão?", in Japão em Foco [em linha], 2015, http://www.japaoemfoco.com/em-que-situacoes-devemos-dar-presentes-no-japao/ [consultado em 08/02/2018]